Web
Analytics

A importância da imobiliária no processo de locação de imóveis

Qual o papel das imobiliárias nos processos de locação?

A função da imobiliária é oferecer segurança e conforto aos processos de aluguel de imóveis de todos os jeitos, com o papel de intermediar a relação e assegurar os deveres e direitos de locatários e locadores. A solução para assegurar esses direitos é o documento de locação, que prevê e regulamenta todas as possibilidades de acontecimentos relacionados à compra e venda de um imóvel ou à locação, desde a chegada ao imóvel até a saída.

Quais os benefícios do aluguel com intermédio de imobiliária?

As imobiliárias possuem uma estrutura e profissionais capacitados para evitar acontecimentos injustos ou de conflito no decorrer do processo de locação de imóveis. A maioria dos conflitos que acontecem nessa relação são consequências principalmente da omissão de informações, erros de comunicação e falta de esclarecimento sobre as normas que estão envolvidas na locação.

Por isso, o contato com uma imobiliária especializada em aluguel de imóveis evita maiores dores de cabeça tanto para locador, quanto para locatários. Os profissionais atuam para melhorar e auxiliar nos processos envolvidos e proporcionar que todas as partes fiquem realizadas.

Mesmo assim, é muito comum o aluguel ser feito direito com o dono do imóvel. Essa alternativa pode parecer mais barato no início, porém a escolha pode gerar adversidades e gastos extras, já que implica em processo de locação que na maioria das vezes são realizados sem o amparo legal, sem instrumentos apropriados e dispensando as condições de negociação ideais. Portanto, confira alguns benefícios de contratar uma imobiliária para o aluguel de imóveis.

  1. Divulgação

Quando o imóvel é confiado para a administração da imobiliária, ela também fica responsável por anunciá-lo a possíveis inquilinos, com seus próprios meios, o que muitas vezes é realizado através de sites, portais especializados, redes sociais e parcerias. Os imóveis também ganham uma placa de anúncio, mostrando a disponibilidade e meios de contato, o que aumenta as possibilidades de negócio.

Ademais, quando uma pessoa mostra interesse pela locação de um imóvel, os profissionais de locação tem o papel de identificar as construções cujas especificações atendem as necessidades do locatário. Para isso, são incluídos na avaliação aspectos como a localização de preferência, valores de aluguel, questões sobre a segurança, quantidade de cômodos necessários, entre outros. Tudo isso torna mais simples achar o locatário certo para um imóvel.

  1. Análise para cadastro

Na locação direta com os donos, diversas vezes a verificação de informações pode ser complicada, reduzindo a segurança de todo o processo de aluguel. Com a administração da imobiliária, acontece totalmente ao contrário, já que os locatários devem apresentar diversos documentos e passar por uma análise cadastral.

Essa análise tem o intuito de avaliar a legalidade dos documentos apresentados pelo locatário. Se não houver nenhuma restrição legal, o contrato para aluguel pode ser realizado baseado na legislação vigente. Imobiliárias mais bem estruturadas normalmente possuem equipamentos para a análise de crédito e legitimidade de documentos. Isso evita inadimplências e ajuda a elaborar um contrato onde não há brechas para problemas futuros.

  1. Vistoria do imóvel

A vistoria do imóvel é uma grande vantagem, já que as revisões são realizadas por profissionais. A experiência na área assegura que esse passo de grande importância seja feita adequadamente, do começo ao fim do contrato de locação.

A vistoria é um relatório cujo intuito é descrever o estado em que o imóvel se encontra quando recebido pelo inquilino. O documento declara a situação das estruturas, acabamentos e outros elementos que possam estar envolvidos, como móveis, no caso da locação de imóveis mobiliados. Essa fase do contrato de aluguel é um grande diferencial da atuação das imobiliárias, porque evita que aconteça mal-entendidos e assegura os direitos de ambas as partes sobre possíveis desgastes do imóvel e elementos que podem de reparação.

  1. Controle financeiro

Na locação por conta própria, o dono do imóvel precisa fazer o controle financeiro, com cobranças, recebimentos, reajustes, repasses e toda burocracia que está associada ao processo. O controle financeiro não é apenas muito chato de realizar, como também pode causar prejuízos se não for bem feito. Com a administração das imobiliárias, locadores e locatários são orientados sobre as responsabilidades de ambas as partes e cobrados apropriadamente, evitando a inadimplência. Ao dono do imóvel, cabe somente a verificação do recebimento do dinheiro, o que ajuda muito os processos de locação.

  1. Consultoria durante toda a locação

Durante todo o tempo de validade do contrato, a imobiliária serve como um suporte para ambas as partes, sanando dúvidas e resolvendo possíveis adversidades. Dessa maneira, é possível evitar adversidades resultantes de serviços de conserto mal prestados na manutenção preventiva predial, por exemplo, recomendando os profissionais mais apropriados para cada acontecimento.

Algumas imobiliárias também fornecem uma equipe de manutenção, que fica à disposição para resolver diversos serviços nas estruturas dos imóveis caso necessário. Diversas vezes, as próprias construções possuem vários itens estruturais que precisam de uma conferência frequente para evitar problemas. Nessas situações, as imobiliárias auxiliam o dono do imóvel a cuidar melhor dos imóveis, mesmo com inquilinos.