Barcamp Rio

Aconteceu nesse último Domingo, 21, o primeiro BarCamp Rio, organizado pelo Nick Ellis.

A comunidade BarCampeira no Brasil está crescendo e a cada evento a organização fica melhor.

Nesse BarCamp, o Nick conseguiu proporcionar café-da-manhã, café-da-tarde, camisetas e outras coisas bacanas, tudo de graça.

Alguns criticam o excesso de patrocínios, mas se os patrocínios ajudam a ter essas mordomias, sem atrapalhar no andamento das discussões do evento, para mim parece excelente, não?

Dessa vez, propositalmente, não levei notebook, nem smartphone, principalmente porque não tenho um. Decidi aproveitar o máximo, colecionar cartões de visitas, balançar a mão das pessoas e participar mais das discussões e trocar figurinhas, ao invés de ficar Twittando e/ou blogando. Por falar em trocar figurinhas…

Coolnex Cards

coolnex cards

Mais uma das coisinhas interessante no BarCamp foram esses Coolnex Cards. Cada card vale uma música que pode ser baixada pela internet. Faltaram dois ou três para completar a coleção de 14 cards que foram criados. O Nick escolheu alguns blogs e o pessoal da Coolnex fez a arte dos cards. Poderia virar mais um álbum de figurinhas da blogosfera. Até mesmo porque eu fiquei no bar trocando cards repetidos com os outros afim de completar a coleção.

Fotos

Deixei a mochila tão leve sem notebook e outros apetrechos e acabei esquecendo de levar a câmera. Ir pro Rio de Janeiro pela primeira vez, dar uma passadinha pela praia de Ipanema e esquecer a câmera? Paga 20, Gabriel!

Mas para quem quer ver fotos, no Flickr já tem mais de 160.

Confira fotos do Barcamp Rio aqui.

Sobre o modelo do BarCamp

Percebo que se formou uma comunidade BarCampeira. 40 ou 50% dos participantes de todos os BarCamps são os mesmos.

Isso é bom de certo ponto, pois faz com que as discussões evoluam.

É bom porque já conhecemos alguns e sabemos como e com quem abordar um assunto.

Por outro lado, tenho vontade de ver BarCamps sobre outros temas aqui no Brasil, que não envolvam tecnologia.

Pra mim um público que deveria ser “alvo”, são os universitários. Seria uma troca de experiências muito interessante, com gente interessada num tema em comum e com a oportunidade de conhecer outras pessoas da área.

Alguém disposto a me ajudar a pensar em como fazer isso?

[tags]barcamp rio, barcamprio[/tags]

4 comentários

  1. Fabiana

    Ahá, eu te vi por lá! Mas foi uma pena que minha passagem pelo BarCamp foi curta devido a compromissos, da próxima vez espero aproveitar mais.
    Sobre BarCamps com outros temas e ter os universitários como público alvo, também sou totalmente a favor. Acho que seria uma boa começarmos a pensar na idéia.

  2. Paulo Rodrigo Teixeira

    Caramba Gabriel, conversei contigo e não anotei a URL.

    É a falta que faz um cartão de visitas.

    Percebi que esqueci de elogiar os patrocinadores que “suportaram” a fome fortemente.

    Um grande abraço

  3. Cynara

    Tonobohn, estamos com uma proposta dessas para o blogcamp de Fortaleza. A proposta é ensinar leigos a criar blogs. Confesso que estou bem curiosa para ver como será.

    Que tal dar uma passadinha aqui? 😀

  4. Missmoura

    Olá Gabriel!
    Adorei o release. Estou lendo aos poucos, achando as fotos aos poucos e super atrasada com o meu post. Mas beleza, os últimos serão os primeiros ; p
    Sobre o público, eu concordo plenamente que os universitários participassem mais. Tiro por mim (pós-univ.), que me senti uma ‘esponjinha’ lá, absorvendo tudo que podia, interagindo ao máximo e tentando contribuir com o que eu realmente sei (comunicação, mkt, orkut).
    Enfim, ajudo no que for possível.
    Vamos manter contato.
    Um abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.