Web
Analytics

Clique “Ão” e Perceba Como o Conceito Ainda é “Inho”

Estadao.com.br_1185764096078

O Estadão foi o primeiro grande jornal brasileiro a entrar no mundo online, no início dos anos 90, antes da Abril começar o BOL e a Folha lançar o UOL.

Nos últimos dias, o Estadão lançou uma nova campanha publicitária. Uma propaganda na TV. Infelizmente, não achei a propaganda em vídeo, por isso tento descrevê-la abaixo:

Três meninas adolescentes estão batendo papo, quando uma delas diz:

– Você viu uma nova pesquisa científica, que revelou que os homens com maior chance de serem bem sucedidos são os ruivos de aparelho?

Então as três suspiram, como se imaginando encontrar um ruivo desses.

Na próxima cena, aparecem dois adolescentes, ambos ruivos, na frente de um PC. Um deles diz:

– Ei, mas porque você colocou aí (no blog) também pessoas de aparelho (além de ruivos)?

Então o que está com o teclado em mãos sorri e mostra o aparelho.

Por fim, o narrador diz:

– Você já pensou por onde anda clicando? Estadão, clique ÃO.

Ok, as palavras não são exatamente essas, mas deu pra ter uma ideia do comercial. Para quem não entendeu, um resumo:

Dois adolescentes colocaram em um site na web uma pesquisa científica falsa, afirmando que os ruivos têm mais chances de serem bem sucedidos. As meninas leram o artigo e acreditaram na besteira. Moral da história: não confie em qualquer site, acesse o Estadão.

Intencionalmente ou não, o comercial afeta diretamente os blogs que tentam tão arduamente romper esse conceito de sites não-confiáveis ou de diários virtuais.

A tendência atual é que aconteça aqui o que já aconteceu em outros países: os blogs ganhem audiência e respeito.

O que provavelmente esta mídia não percebeu, é que blogs e jornais online se complementam e não guerreiam.

O problema é que nos últimos anos a mídia tradicional vem perdendo público para os blogs. Mas é preciso entender que são mídias diferentes, que não devem bater de frente.

Jornais e revistas online tem um objetivo, que é de apenas informar. Blogs, além disso, dão opinião e possibilitam uma discussão dentro do seu espaço, junto ao leitor. É por isso que muito desses jornais também possuem blogs. Inclusive o próprio Estadão.

Ok, é perfeitamente compreensível, afinal, sabemos muito bem que existem sites com informações duvidosas. Mas não é “privilégio” de blogs, vide aquela montagem tosca do acidente da TAM que o UOL publicou em sua homepage como sendo verdadeira.

O jornalismo digital brasileiro ainda engatinha e perde feio para o impresso. Contenta-se em andar de lado e não se impõe ainda como ferramenta indispensável de informação. Para tal, é preciso entender o cenário atual e usá-lo da melhor forma possível. A vantagem da flexibilidade e colaboração dos blogs é visível.

Clique ÃO, é o que diz a campanha. “Inho”, é o conceito que perdura.

15 Comments

  1. tonobohn

Add Comment