Web
Analytics

Como calcular pensão alimenticia

Saiba como calcular a pensão alimentícia

Saiba como calcular a pensão alimentícia

Pensão alimentícia

Quando o divórcio acontece, o período de adaptação é conturbado. E quando há filhos, uma das questões que afligem os pais é o valor da pensão alimentícia, isso também ocorre com o nascimento de um filho de pais que não vivem em união estável. As principais dúvidas são sobre quem deve pagar, até que momento é obrigatório, quais os direitos e deveres de cada um. O juiz estipula o valor a ser pago mensalmente levando em conta as necessidades do filho e as possibilidades financeiras do pai. A decisão sobre o valor a ser pago pelo ex-marido para a pensão alimentícia dos filhos é um dos pontos mais discutidos nas varas de família. A decisão final cabe ao juiz, que leva em conta alguns fatores para tomar sua decisão. A pensão é calculada segundo dois pressupostos, que formam um binômio, as possibilidades do alimentante e necessidades do alimentando, ou seja, aquilo que os filhos precisam para viver e aquilo que o pai pode pagar de acordo com seus rendimentos.

Como calcular pensão alimentícia

Confira algumas dicas de como calcular pensão alimentícia.

A pessoa que ficar com o filho é que tem que receber a pensão alimentícia

A pessoa que ficar com o filho é que tem que receber a pensão alimentícia

Não há na verdade um valor fixo pré-determinado, mas a média deve girar em torno de um terço do salário bruto do indivíduo, descontando o valor do INSS e Imposto de Renda, sendo comum então dizer que o valor da pensão é de 33% dos rendimentos. Sendo assim, quem ganha mais paga mais, por isso o valor de uma pensão pode baixar de 15% ou 10% caso o rendimento do pagante também diminua, ou aumente. A pensão é obrigatória para crianças e adolescentes de até 18 anos e caso o filho continue estudando a pensão deve continuar até a finalização da faculdade, claro que se haver um número grande de repetições durante o ensino superior o alimentante poderá recorrer.

Quem decreta quanto vai ser a pensão alimentícia é o juiz

Quem decreta quanto vai ser a pensão alimentícia é o juiz

Em casos onde os pais não podem pagar pensão a responsabilidade será dos avós, bisavós ou tataravós. Em casos onde a guarda fica com o pai é de responsabilidade de a mãe pagar a pensão, e no caso do pagante não efetuar o pagamento poderá resultar na reclusão de 30 á 90 dias, sendo esta uma situação extrema, pois antes de acontecer isso poderá ocorrer o bloqueio de dinheiro e até mesmo penhora de bens de valores. Quando se tem filhos, dois ou mais, com mães diferentes o valor da pensão pode mudar, pois tudo vai depender de como era a vida destas crianças e de suas condições financeiras do guardião. Uniforme escolar, convênio médico, passeios e mensalidade escolar não podem ser descontados da pensão.

Se a pensão não for paga a pessoa pode ir presa de 30 a 90 dias

Se a pensão não for paga a pessoa pode ir presa de 30 a 90 dias