Web
Analytics

Como Fazer Decoração para Festas Infantis

Certo… crianças adoram festas de aniversário. A alegria, a música, as diversões a comida (principalmente os doces) o bolo, os balõezinhos… mas são os adultos que tem que trabalhar duro para que a festinha aconteça… E é para você adulto que se meteu na enrascada de ter que montar um festa para os pequerruchos, que estas dicas são voltadas.

Planeje com antecedência – quanto antes for o seu planejamento, menor o rombo nos custos da festa e menor a quantidade de imprevistos. Saber quanto se vai gastar e começar a fazer um direcionamento do dinheiro para isso faz com que o mês seguinte a festa não seja apertado demais. Defina quem será o seu “público-alvo”, quais serão os momentos da festa (entrega de presentes, baile, tempo de brincar, brincadeiras com palhaços, corte do bolo, etc…).

Não gaste com o desnecessário – tudo bem que uma cama de bolinhas é algo muito legal de se ter, e você gostava demais disso. Mas pôr uma na festa de quatorze anos de seu filho que está treinando basquete é perda de tempo e dinheiro. Projete sua festa para que a diversões sejam voltadas ao público-alvo da festa, abrangendo acompanhantes. Uma festa infantil com boate dançante é legal, mas um DJ para animar essa festa, contratado até as 3h da manhã, esperando que alguém possa ficar não é exatamente o bom investimento.

Utilize profissionais no que for necessário – em algumas situações é mais prático e barato a utilização de profissionais do que o bom e velho “faça você mesmo”. Isso funciona para festas maiores, com convidados e ambiências maiores. Mas em festas pequenas, mais intimas, utilizar serviços terceirizados (como doceiras para tortas e demais guloseimas) pode ser uma boa saída para evitar estar muito cansado(a) na hora da festa. Pacotes podem ser arranjados na maioria das empresas promotoras de festas, cabendo na maioria dos bolsos.

Mantenha as crianças quicando – manter as crianças animadas em festas infantis é o segredo para se conseguir manter a casa ou o salão de festas inteiro após o uso. Use de meios que puder… mágicos palhaços, animadores. Tudo é possível, desde que seja planejado com antecedência (olhe a primeira dica). Quanto mais a energia daquele bando de pequenos, cheios de açúcar puder ser direcionada a atividades controladas, menos energia será gasta com traquinagens ou acidentes estranhos como bandejas voadoras e aparelhos de som caindo. Fora isso, aproveite a festa e divirta-se. Mas lembre-se que, no ano que vem tem outra.