Como parar de Roer Unhas, Dicas

Roer unhas é um hábito que, além de anti-higiênico, é sinal de ansiedade e falta de controle. Por causa disso, para os “roedores” compulsivos (que é o meu caso) se faz necessário um certo esforço no intuito de deter o impulsivo caminhar dos dedos à boca.

A mais importante atitude é atacar a raiz do problema. Se for, simplesmente, ansiedade, deve-se atacar a fonte da mesma. Em caso de stress, atividades relaxantes são o mais indicado. Acabar (ou, ao menos, minimizar) a origem do impulso é o segredo para que o hábito não volte.

Em complemento, entretanto, é necessária uma certa ajuda para evitar o hábito, em si. Uma série de truques pode ser usada e os mais comuns são: utilização de pimenta, líquidos amargos ou coisas que o valham nas unhas; beliscar-se ou espetar-se sempre que se vir roendo as unhas; sempre que sentir vontade de roer as unhas, morder o dedo, ao invés das unhas e sempre que sentir vontade de roer as unhas, colocar um palito de fósforos na boca.

Mais do que qualquer forma de se suprimir o desejo de roer, é preciso força de vontade para se evitar o ato. Roedores compulsivos podem passar anos até se livrarem dos impulsos. Mas os que conseguem podem, com orgulho, mostrar as unhas inteiras como prova de seus esforços.