Convulsão Febril – Sintomas

As convulsões febris são convulsões que aparecem nos primeiro anos de vida, de seis meses a seis anos. Manifesta-se na presença de uma doença febril benigna, sem que haja uma lesão neurológica causal. Não confundr com uma simples febre, que também é sinal de que algo não vai bem no organismo mas que não tem a mesma garvidade que uma convulsão.

As convulsões febris afetam de 3 a 5% das crianças, na sua maioria do sexo masculino. Esse tipo de convulsão geralmente surge quando a criança está com alta temperatura corporal – febre.

A criança mostra-se estranha, a principio, logo depois o seu corpo dica rígido ou mole e apresenta movimentos involuntários e descoordenados da cabeça e dos membros. Podendo revirar os olhos, espumar pela boca e apresentar um tom azulado de pele (cianose), aproximadamente perto da boca.

As convulsões duram geralmente entre 1 a 2 minutos, mas pode chegar a durar 15 minutos ou mais, excepcionalmente. A atividade cerebral fica alterada com a convulsão e daí podem vir todos os tipos de danos que o organismo possa vir a sofrer com este problema

.

A primeira atitude a se tomar é proteger a criança, para que não haja nenhum traumatismo acidental. Após a convulsão deve-se contatar um médico para que avalie e trate a causa da febre, pois as convulsões febris em si não possuem cura.
Os pais devem manter a calma, pois é uma situação basicamente comum entre crianças de 6 meses a 6 anos.