Porque Nós Soluçamos?

É sempre um incomodo ficar solução por um longo tempo. Aquela sensação de que o fôlego vai se embora e que você vai ficar entalado com o ar é algo que causa transtorno em homens, mulheres e crianças. E para ver-se livre deste mal-estar, várias técnicas são criadas a fim de aliviar esse desconforto. Dentre elas:
beber água, prender a respiração e até levar um susto.
Mas por que soluçamos?

Isso ocorre por que o nosso diafragma é contraído involuntariamente. O diafragma é responsável pela respiração e é acionado pelo nervo frênico, também relacionado com o soluço. A contração ocorre várias vezes separadas por um pequeno intervalo de tempo, podendo se prolongar por vários dias.

Essas contrações de seguidas de um fechamento repentino da glote, que tem como função cortar a passagem de ar da boca para os pulmões e faz vibrar as cordas vocais, provocando assim o soluço.

Sua causa principal é a inflamação do nervo frênico, sendo que na maioria das vezes não é possível identificar o que desencadeou essa irritação. O refluxo pode ser uma das causas do soluço, assim também como as mudanças abruptas de temperatura.

Você vai gostar de saber (ou não) que um bom susto pode fazer com que o soluço pare, já que com o susto o organismo libera adrenalina, que ativa o nervo frênico, fazendo assim com que ele interrompa as contrações. Um copo de água gelada também pode ajudar, pois tem o mesmo efeito do susto. Mas, apesar de todos estes ensinamentos cotidianos de como se ver livre dos soluços, a verdade é que é sempre muito bom procurar um médico para saber qual a origem destes soluços. Vai ser bom pra você.