Web
Analytics

Seguro Desemprego 2012

A triste notícia do desemprego chegou. Você entra em desespero porque tem contas para pagar, filhos para arcar com despesas, as contas de casa que não esperam e nem tão pouco querem saber se você está desempregado ou não, e tudo que você tem em mente é frase ecoando “Você está demitido”.

Apesar de ser muito triste esta situação, o Governo Federal criou leis que auxiliam a trabalhadores de todo o Brasil para que não fiquem no sufoco até poderem arrumar um outro emprego e um destes suportes é o Seguro Desemprego, auxílio do Poder Público que garante de quatro a seis meses de salário para o trabalhador sem emprego.

No entanto, não é qualqer situação em que o desemprego tenha acontecido quem pode garantir este benefício. Por exemplo, para se ter este Seguro é preciso ter trabalhado de Carteira de Trabalho assinada por no mínimo seis meses, ter recebido salários consecutivos, não estar recebendo nenhum outro benefício pelo INSS que não seja auxílio-acidente e auxílio-morte e comprovar através de uma guia que está mesmo desempregado (este documento o contador da empresa tem o dever de lhe passar na hora da demissão) sendo que este documento também deve comprovar que a demissão foi sem justa causa.

Somente dentro destas condições é que o cidadão ou cidadã poderá dar entrada no seu Seguro Desemprego pelos próximos quatro ou seis meses, recebendo um valor que varia entre um salário mínimo (R$622,00) ou até a média entre os três últimos salários. No entanto, para dar entrada a este benefício na Caixa Econômico ou em órgãos competentes, o trabalhador deve apresentar os seguintes documentos: Formulário de “Requerimento do Seguro-Desemprego”, 1ª via da Comunicação de Dispensa (CD, via marrom), Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho (TRCT) devidamente quitado.

Além destes documentos, também se deve apresentar a  2ª via do Requerimento do Seguro-Desemprego (SD, via verde); Comprovante dos dois últimos recibos de pagamento para o trabalhador,  Comprovante de inscrição no PIS/PASEP; – Carteira de Trabalho; – Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento com Protocolo de requerimento da Carteira de Identidade,ou Carteira Nacional de Habilitação – CNH (modelo novo) e  Documento de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos.

Caso tudo esteja em ordem, você já pode dar entrada em qualquer agência da Caixa no seu Seguro Desemprego e sacar nos próximos meses o seu benefício que lhe garantido por Lei e que sem dúvidas vai ser de grande ajuda para que você honre os seus compromissos até conseguir um novo emprego.