Seu Celular/Smartphone Esquenta Muito? Saiba O Que Fazer!

O aparelho celular vem sendo um dos dispositivos mais vendidos em todo o mundo, o qual a cada momento ganha um novo recurso e funcionalidade para aumentar ainda mais a praticidade e comodidade de seu usuário. Apesar disso, um dos grandes problemas e desafios que o mundo da tecnologia e da computação sofre é a relação existente entre o consumo de energia e o processamento, já que ambas as características negativas sempre andam juntas, ou seja, é difícil não haver dissipação de calor.

Por este motivo, os equipamentos tecnológicos, não apenas os celulares, esquentam e assim aumentam o seu consumo de energia, como exemplo, temos o ferro de passar roupa, chuveiro elétrico, ar condicionado e outros. No entanto, este é um problema maior para com os dispositivos portáteis devido a sua dimensão, em que conta-se com alto processamento de informações e energia, em pouco espaço. Como consequência, obtemos uma frigideira em forma de celular, algo que tem sido modificado através do tradeoff de diminuição de processamento ou também denominado de ciclos de clock para melhor aproveitamento das funcionalidades de um dispositivo tão pequeno.

Podemos notar que ocorre um grande aquecimento de tais dispositivos quando são utilizados constantemente ou quando estão tendo a sua bateria carregada, e muitos não sabem, mas existem algumas formas para diminuir a temperatura e não comprometer o sistema. A primeira delas é reduzir o desperdício, a qual consiste em eliminar todos os recursos que não são utilizados pelo usuário, isso fará que o aparelho ganhe maior durabilidade da bateria, maior processamento e memória, e como consequência o aparelho não esquentará como antes.

É válido ressaltar que para com os aparelhos celulares que contam com o sistema operacional Android, os aplicativos JuiceDefender battery saver e Watchdog são essenciais, enquanto um possui recursos para otimizar a bateria, o outro possui um ótimo gerenciamento de processos. Outra forma de acabar com o desperdício e desativar a conectividade sem fio Wi-Fi quando a mesma não estiver sendo utilizada, pois estando atividade o seu aparelho continua a procurar os pontos disponíveis, assim como para a tecnologia Bluetooth.

Caso os recursos de notificações dos aplicativos não sejam, essenciais ou de grande importância é indicado que o usuário desative-os também, já que estes recursos fazem a procura de dados online e verificações constantes de informações, o que resulta em maior consumo de energia e processamento. Pode até parecer bobagem, mas algo que consome o sistema do aparelho celular é o excesso de widgets, como por exemplo, um fundo de tela animado. Por este motivo, procure utiliza uma imagem de fundo preto, cor que consome menor energia.

Assim como os alimentos, os smartphones devem permanecer em locais secos e arejados, eles também precisam respirar, por isso, evite deixar o aparelho constantemente em seu bolso ou em ambientes com pouca ventilação. No entanto, isso não significa que é necessário disponibilizar um cooler ou ventilador especialmente para o telefone móvel, mas caso você vá assistir um longo vídeo, por que não colocá-lo em um suporte com ventilação e não deixá-lo em um local que na permita a dissipação de calor. São muitos os usuários que fazem o uso de uma capa, a qual é um acessório que pode se tornar um dos grandes vilões do dispositivo, pois ao invés de protegê-lo pode colocá-lo risco. Contudo, para aqueles usuários que não desejam ver seu aparelho celular com nenhum risco é recomendado remover a bateria apenas quando for realizar alguma atividade pesada que exija mais do dispositivo, como desfrutar um jogo durante horas.

Seu Celular/Smartphone Esquenta Muito? Saiba O Que Fazer!
Avalie esse artigo: