Como começar um Negócio do Zero com Pouco Dinheiro

Quem sonha em começar um negócio, mas não tem muito dinheiro para investir, tem muito mais trabalho e risco do que quem tem dinheiro de sobra para arriscar, mas isso não significa que não seja possível melhorar o padrão de vida, começar um negócio próprio, multiplicar seu capital e até mesmo, enriquecer.

começar um negócio do zero

A fórmula não é tão simples quanto alguns gurus podem fazer parecer. Mas, isso não significa que não seja possível criar um negócio do zero com pouco dinheiro, gerar empregos e ser protagonista de uma história de sucesso no empreendedorismo.

Para dar uma força para quem está dando os primeiros passos na pesquisa sobre como iniciar um negócio sem muitos recursos, preparamos uma lista com algumas orientações que podem ser úteis.

Confira:

1. Faça planejamento financeiro

Por mais óbvio que possa parecer, todos os especialistas insistem nessa orientação, pois a verdade é que a grande maioria dos pequenos empreendedores começa a exercer suas atividades sem nenhum tipo de planejamento, sem ter ideia de quanto vão precisar investir, quando vão recuperar o investimento e quanto será possível faturar mensalmente.

Mesmo se seus planos não forem extremamente ambiciosos, é necessário ter um planejamento estruturado, para que você saiba se o empreendimento vai ajudar a melhorar sua vida financeira ao longo do tempo ou se será uma “pedra no seu sapato”.

Só com todas as informações financeiras pessoais e profissionais planilhadas ou tabeladas, será possível saber se suas receitas e despesas estão crescendo ou diminuindo ao longo do tempo.

Antes mesmo de começar, faça um levantamento de todas as suas contas pessoais e veja se o seu pró-labore será o bastante para manter seus boletos, contas, parcelamentos e empréstimos em dia desde o início do negócio, ou se você precisará manter outra atividade paralelamente para que sua ação empreendedora não prejudique sua vida pessoal.

2. Tenha metas pessoais e profissionais

Quando você estabelece objetivos relevantes fica mais fácil abandonar despesas que não têm valor afetivo ou emocional, pois estipular uma meta fará com que você tenha propósito e veja que qualquer desperdício pode estar entre você e os seus planos.

Se o objetivo é abrir um negócio, seja uma loja, um restaurante, uma franquia ou uma prestadora de serviços, pode ser necessário se programar durante um período e, enquanto isso acontece, nenhum valor deve ser considerado insignificante.

Defina se você precisa de 10, 50 ou 100 reais por dia para poder chegar ao ponto inicial do seu empreendimento e comece a adaptar sua rotina para atingir sua meta.

A linha de raciocínio é bem simples: ao invés de sair para tomar cerveja no fim de semana em um barzinho e gastar de R$20 a R$150 para ter um momento de descontração com os amigos, convide a galera para um programa mais econômico.

Comprar alguns petiscos e cervejas no mercado vai sair mais barato e vocês podem desfrutar dos mesmos momentos na sua casa, na praia, em uma praça da cidade, na calçada ou em diversos outros locais.

O valor que for economizado pode ser guardado ou investido para realizar o sonho de começar o seu negócio.

Para não acabar deixando o projeto empreendedor para uma data em um futuro muito distante, determine uma data no calendário.

Sua meta será iniciar o negócio até aquele dia, e você não deve medir esforços para conseguir realizá-la.

Pesquise mercados e oportunidades dentro deles.

Como não poderia deixar de ser citado, é de suma importância que você não inicie um negócio por impulso ou mera influência de outras pessoas.

É necessário que você encontre um modelo de empreendimento que combine com a sua personalidade, seu estilo de vida e, claro, que tenha demanda!

Alguns tipos de negócios podem ser abertos com investimentos mais baixos e outros precisam de grandes aplicações, mas alguns são um pouco mais fáceis de administrar no início, permitindo que o empreendedor vá se adaptando, aos poucos, ao gerenciamento e ao próprio trabalho relacionado à atividade.

Veja abaixo algumas sugestões para começar um negócio com pouco dinheiro:

  •         Brechó digital (também pode funcionar de forma presencial, mas é preciso levar em conta todos os custos e riscos);
  •         Serviços de reparo no estilo marido de aluguel;
  •         Aulas e cursos digitais (reforço escolar, aulas de idiomas, treinos físicos, cursos de artesanato, entre outros);
  •         E-commerce de nicho (plantas, decoração, camisetas, itens antigos e de coleção como discos de vinil, fitas k7, vitrolas, entre outras coisas);
  •         Artesanato (pantufas, carteiras, itens decorativos, roupas para bebês, enxovais, etc).

Foco e determinação

Começar um micro empreendimento não é uma forma de enriquecer do dia para a noite, mas é possível gerar o próprio sustento e, ainda, conseguir reinvestir para fazer com que o negócio cresça e possa gerar empregos, um melhor pró-labore e novos planos para o empreendedor.

A administração financeira desse novo negócio deve ser feita de forma inteligente e com bastante senso de realidade, principalmente nos primeiros anos, que costumam ser mais difíceis, apesar de, geralmente, serem os que registram maiores índices de crescimento.

Por fim, fica a certeza de que com disciplina, planejamento e organização é possível começar um negócio do zero com pouco dinheiro e fazê-lo ser algo realmente significativo.

Boa sorte!