O que é drenagem linfática manual?

Você já ouviu falar sobre drenagem linfática manual e como ela é feita? Se sua resposta foi não, não se preocupe, pois aqui você encontrará tudo o que precisa saber acerca desse assunto! 

Antes de qualquer coisa, você precisa ter em mente que a ​drenagem linfática manual é um tipo de massagem corporal e tem sido cada vez mais procurada pelas brasileiras. 

Se você ficou interessado (a) neste assunto, continue a leitura deste artigo e fique por dentro de tudo sobre essa massagem. 

Além disso, você pode buscar uma massagista no rio de janeiro, cidade referência em massoterapia.

drenagem linfática manual

O que é drenagem linfática manual?

A drenagem linfática é uma massagem a qual possui inúmeros benefícios, podendo-se destacar, entre eles, os seguintes: 

  • Ajuda o corpo a eliminar o excesso de líquidos e toxinas;
  • Facilita no tratamento da celulite, inchaço ou linfedema;
  • Ótima para pós-operatório de cirurgias, principalmente da cirurgia plástica;
  • Ajuda no relaxamento;
  • Auxilia na autoestima, no bem-estar e na qualidade de vida;
  • Entre outros. 

É válido ressaltar que a drenagem linfática não emagrece, afinal de contas ela não é capaz de eliminar gordura, no entanto, ajuda na diminuição do volume, levando em consideração que elimina os líquidos que causam o inchaço corporal. 

Dicas para drenagem linfática manual

Para que a drenagem linfática seja satisfatória é importante que alguns passos sejam seguidos conforme cada região do corpo. Veja:

1- Estimulação do sistema linfático

Antes de tudo, é preciso ter em mente que a drenagem linfática sempre deve começar com manobras as quais estimulam o esvaziamento dos gânglios linfáticos (localizados na região da virilha e na região acima da clavícula). 

O estímulo nestas regiões deve ser realizado antes de iniciar as manobras, com uma repetição de 1 a 3 vezes ao longo da sessão, a fim de potencializar os resultados.

Portanto, faça movimentos circulares sobre a região dos gânglios linfáticos ou faça movimentos de bombeamento de 10 a 15 vezes. 

2- Drenagem linfática facial

Para fazer a drenagem no rosto agora, é imprescindível começar a drenagem pelo pescoço, com movimentos circulares na região supraclavicular. 

Depois, faça este mesmo movimento suave sobre o músculo esternocleidomastoideo (na lateral do pescoço e na região nuca).

Feito isso, comece, de fato, a drenagem na face, começando com movimentos ao redor da boca. 

3- Drenagem linfática nos braços e mãos

A drenagem do braço, mão e dedos se inicia com o estímulo na região axilar. Para isso, você deve fazer movimentos de deslizamento no cotovelo até a axila e repetir isso entre 5 e 7 vezes. 

Faça esses mesmos movimentos com a mesma quantidade de repetição desde o punho até o cotovelo. Lembre-se de que próximo ao punho, o movimento precisa ser com os dedos. 

A drenagem da mão começa com movimentos circulares da região perto do polegar até a base dos dedos. 

4- Drenagem linfática do tórax e mama

A drenagem dessa região deve ser feita dando início com o estímulo dos gânglios da região supraclavicular e axilar com movimentos circulares. 

Feito isso, posicione os dedos com movimentos circulares na região de baixo da mama e siga em direção à axila, repetindo esse movimento entre 5 e 7 vezes. 

A área do centro do tórax deve ser drenada em direção à região subclavicular (5 a 7 vezes).

A drenagem deve terminar com a estimulação da região subclavicular. 

5- Drenagem linfática na barriga

A drenagem no abdômen deve ter seu início com a estimulação da região inguinal e, em seguida, deve ser feito movimentos de pressão com a lateral da mão em volta do umbigo em direção à crista ilíaca, e, depois, da crista ilíaca até a região inguinal (repetição: 5 a 10 vezes). 

Na parte lateral da barriga, a drenagem deve ser realizada com movimentos de cima para baixo, exercendo uma pressão suave na pele até chegar ao quadril. 

Conclusão 

Agora que você está por dentro de tudo sobre a drenagem linfática, está na hora de colocar todo esse aprendizado em prática, não é mesmo?